Petrobras mostra resultado melhor do que o esperado com lucro de R$ 42,8 bilhões

Atualizado em -

Petrobras mostra resultado melhor do que o esperado com lucro de R$ 42,8 bilhões Divulgação
► BV vê lucro saltar 76,4% e mantém IPO como 'plano A' para financiar expansão► Totvs: lucro líquido foi de R$ 78,643 milhões no 2º trimestre; alta de 35,6%

A Petrobras (PETR3;PETR4) surpreendeu positivamente o mercado ao divulgar seus resultados do segundo trimestre do ano nesta quarta-feira (04). A companhia registrou lucro líquido de R$ 42,855 bilhões no período, número muito acima do esperado por analistas, que indicavam lucro de R$ 30,7 bilhões.

A receita líquida no 2T21 foi 28,5% superior ao 1T21, atingindo R$ 110,7 bilhões, principalmente devido à valorização de 13% nos preços do Brent e ao aumento do volume de vendas de derivados no mercado interno e das exportações.

Segundo o documento, houve redução de US$ 27,5 bilhões na dívida bruta da companhia na comparação com o segundo trimestre de 2020 e redução de US$ 7,3 bilhões na comparação com o 1T21, alcançando US$ 63,7 bilhões.

"O ano de 2021 ainda é um ano de transição, em que a Petrobras ainda dedica grande parte de sua geração de caixa ao pré-pagamento da dívida, com o objetivo de atingir a dívida bruta de US$ 60 bilhões", informa a Petrobras no comunicado.

O Ebitda ajustado da companhia foi de R$ 61,938 bilhões, avanço de 147,9% na comparação com o mesmo período de 2020. Em relação ao primeiro trimestre de 2021, a alta foi de 26,5%. O fluxo de caixa operacional e o fluxo de caixa livre totalizaram R$ 56,6 bilhões e R$ 48,6 bilhões, respectivamente.

A Petrobras aponta que o bom resultado foi influenciado por quatro fatores: a valorização dos preços do Brent; maiores margens de derivados; aumento do volume de vendas no mercado interno e das exportações; e ganho complementar com a exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS/COFINS.

Relacionados:

► BV vê lucro saltar 76,4% e mantém IPO como 'plano A' para financiar expansão► Totvs: lucro líquido foi de R$ 78,643 milhões no 2º trimestre; alta de 35,6%

Leia mais: