Shell anuncia aumento de retornos aos acionistas após elevação nos preços do petróleo

Atualizado em -

Shell anuncia aumento de retornos aos acionistas após elevação nos preços do petróleo Uwe Aranas
► Shell dobrou lucro com comercialização de petróleo em 2020, para US$ 2,6 bi ► Ciclo de alta das commodities impulsiona Ibovespa

A petroleira Shell divulgou nesta quarta-feira (07) que ampliará o pagamento de dividendos aos acionistas antes do esperado, após a forte alta global nos preços do petróleo e gás ter ajudado a companhia a reduzir o montante das suas dívidas.

Em um comunicado ao mercado, antes de publicar seu último balanço trimestral, a companhia anglo-holandesa informou que aumentará a distribuição a acionistas para um nível de 20% a 30% do fluxo de caixa de suas operações.

Anteriormente, a Shell havia anunciado que aumentaria os retornos a acionistas assim que sua dívida líquida recuasse para menos de US$ 65 bilhões. Nesta quarta-feira, a empresa disse que vai "retirar" a meta, sem especificar se a atingiu o objetivo inicial.

"A Shell espera ter reduzido sua dívida líquida no segundo trimestre, embora a extensão dessa redução seja moderada por movimentos de capital de giro", destacou a companhia em seu informe.

Relacionados:

► Shell dobrou lucro com comercialização de petróleo em 2020, para US$ 2,6 bi ► Ciclo de alta das commodities impulsiona Ibovespa

Leia mais: