Banco dos Brics destina R$ 5,4 bilhões ao Brasil para o combate à Covid-19

Atualizado em -

Banco dos Brics destina R$ 5,4 bilhões ao Brasil para o combate à Covid-19 Divulgação/NDB
► Guedes se reúne com Pacheco e diz que auxílio só volta se for decretada calamidade► Bolsonaro diz que governo negocia novo auxílio aos trabalhadores informais

O New Development Bank (NDB), fundado pelos países que foram o grupo dos Brics, destinou nesta terça-feira (09) US$ 1 bilhão (R$ 5,43 bilhões) ao Brasil para financiar o combate à Covid-19 e seus impactos socioeconômicos no país. O financiamento já tinha sido sinalizado no ano passado, mas ainda faltavam os ritos processuais para a liberação dos recursos. Em informe sobre o tema, o banco de fomento detalhou que o financiamento faz parte de programa de US$ 10 bilhões da instituição voltado à luta contra a pandemia, dos quais US$ 2 bilhões são destinados ao Brasil.

“A operação marca conquista do governo brasileiro na colaboração com bancos multilaterais e agências de desenvolvimento no apoio à recuperação econômica”, disse o NDB em um comunicado.

Fazem parte dos Brics: Rússia, Índia, China, África do Sul e Brasil, que é o país mais afetado pela Covid-19 no bloco. Apesar da Índia ter um número absoluto de casos maior em função de sua população de 1,39 bilhão de habitantes, as estatísticas brasileiras de óbitos pela doença só são superadas pelas dos Estados Unidos. Mais de 10,8 milhões de indianos contraíram o coronavírus e 155 mil morreram, em comparação com os mais de 230 mil no Brasil.

A Rússia é o terceiro mais afetado, com quase 4 milhões de contágios e 76 mil vítimas fatais. A África do Sul, que enfrenta uma variante do novo coronavírus potencialmente mais contagiosa, tem 1,4 milhão de casos da Covid-19 e 46 mil mortes pela doença.

Relacionados:

► Guedes se reúne com Pacheco e diz que auxílio só volta se for decretada calamidade► Bolsonaro diz que governo negocia novo auxílio aos trabalhadores informais

Leia mais: