Indústria acredita em aumento da produção e confiança sobe

Atualizado em -

Indústria acredita em aumento da produção e confiança sobe Foto: Freepik
► Confiança do consumidor tem alta em agosto e chega ao mesmo nível de março, aponta FGV► Comércio recupera 92% da confiança perdida desde o início da pandemia► Confiança da Construção sobe em agosto e alcança patamar perto da pré-pandemia

Mesmo ainda impactada pela pandemia do coronavírus, a confiança da indústria mostra sinais de melhora e mantém a tendência de crescimento em agosto, conforme dados divulgados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta quinta-feira (27).

O Índice de Confiança da Indústria (ICI) avançou 8,9 pontos em agosto, alcançando 98,7 pontos, numa escala que vai de zero a 200 pontos.

industria

Fonte: FGV IBRE

Segundo a FGV, os quatro meses seguidos de alta fizeram o índice recuperar 93,8% do que foi perdido em março e abril por causa das medidas adotadas pela pandemia.

"Para os próximos meses, os indicadores de expectativas mostram certo otimismo, com mais de 40% do setor prevendo aumento do ritmo de produção. Contudo, observamos que ainda há muita incerteza das empresas, evidenciada pela dificuldade de recuperação do indicador de tendência dos negócios”, aponta Renata de Mello Franco, economista da FGV IBRE.

No mês de agosto, 18 dos 19 segmentos industriais pesquisados tiveram aumento da confiança. O resultado positivo foi gerado por melhores avaliações sobre o momento presente e por perspectivas mais otimistas para os próximos três meses.

Comércio, Consumidor e Construção também avançam

Como o M1M mostrou, os índices de confiança do comércio, do consumidor e da construção também tiveram crescimento no mês de agosto. Os números indicam que as perspectivas para o futuro estão melhorando nesses setores.

Relacionados:

► Confiança do consumidor tem alta em agosto e chega ao mesmo nível de março, aponta FGV► Comércio recupera 92% da confiança perdida desde o início da pandemia► Confiança da Construção sobe em agosto e alcança patamar perto da pré-pandemia

Leia mais: