Atividade econômica do Brasil sobe 4,89% em junho, mas acumula queda de 10,94% no trimestre

Atualizado em -

Atividade econômica do Brasil sobe 4,89% em junho, mas acumula queda de 10,94% no trimestre Foto: Freepik
► Banco Central anuncia oficialmente a instituição do seu novo sistema de pagamento instantâneos: o PIX► Abertura de mercado: vendas do varejo nos EUA sobem 1,2%; Senado americano entra em recesso sem acordo

A economia brasileira cresceu 4,89% no mês de junho na comparação com maio, mas acumula queda de 10,95 no segundo trimestre do ano ante o trimestre anterior.

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (14) por meio do Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), considerado uma prévia do Produto Interno Bruto (PIB) brasileira.

A grande queda registrada no trimestre mostra o impacto da pandemia do coronavírus na atividade econômica. As medidas para tentar conter o avanço da pandemia afetaram diretamente o índice medido pelo Banco Central.

Falências e recuperações judiciais

Segundo levantamento da Boa Vista SCPC, o número de pedidos de recuperação judicial cresceu 44,6% e o número de falências decretadas avançou 71,3% no mês de junho deste ano em comparação com o mesmo mês do ano passado. Já no mês de julho, os pedidos de recuperação judicial diminuíram 37,6% ante o mês anterior. No entanto, as falências decretadas tiveram alta de 16,8% na variação mensal.

falencia; economia, brasil, empresas

Relacionados:

► Banco Central anuncia oficialmente a instituição do seu novo sistema de pagamento instantâneos: o PIX► Abertura de mercado: vendas do varejo nos EUA sobem 1,2%; Senado americano entra em recesso sem acordo

Leia mais: