Azul e Latam iniciam compartilhamento de voos a partir desta quarta-feira (12)

Atualizado em -

Azul e Latam iniciam compartilhamento de voos a partir desta quarta-feira (12)
► Azul economiza R$ 3,2 bilhões após acordo com arrendadores► Azul lança nova empresa para vôos sub-regionais► Banco Central anuncia oficialmente a instituição do seu novo sistema de pagamento instantâneos: o PIX

A Azul (AZUL4) anunciou nesta quarta-feira (12) que a companhia acabou de iniciar o acordo de codeshare (compartilhamento de voos) com a Latam Airlines. O acordo, que havia sido anunciado em junho, prevê o compartilhamento de 64 rotas no país, além de acúmulo de pontos nos programas de fidelidade das duas companhias.

Em comunicado, as empresas afirmaram que o objetivo do acordo é aumentar a capilaridade da malha aérea das duas companhias para enfrentar as dificuldades causadas pela crise do novo coronavírus, que fez com que as empresas aéreas fossem afetadas com a diminuição da demanda de vôos e fronteiras fechadas.

A Latam Brasil está em processo de recuperação judicial e já anunciou a demissão de 2,7 mil tripulantes. A Azul também reduziu o seu quadro de funcionários, além de diminuir a quantidade de voos realizados.

"O início desse acordo vai ajudar nosso setor a oferecer mais opções de voos, horários e destinos a nossos clientes, sendo uma solução importante para recuperarmos com mais agilidade a demanda interna afetada pela pandemia", disse Abhi Shah, vice-presidente de receitas da Azul.

Como o cliente é afetado?

O cliente pode comprar a passagem tanto na Azul ou na Latam e viajar por qualquer uma das empresas, dependendo do trecho da rota. O serviço é oferecido para rotas que as duas empresas não operem de forma simultânea.

Este serviço está disponível para 35 rotas a partir desta quarta 23 serão cumpridas pela Azul enquanto 12 terão operação pelas aeronaves da Latam. Até o fim de agosto, as companhias também iniciarão as vendas de outras 29 rotas do acordo, sendo 12 operações da Azul e 17 da Latam.

Neste primeiro momento, o codeshare terá pousos e decolagens nos aeroportos de Brasília (BSB), Belo Horizonte (CNF), Recife (REC), e Campinas (VCP), chegando, posteriormente, aos aeroportos de Porto Alegre (POA), Curitiba (CWB) e São Paulo - Guarulhos (GRU).

O cliente pode escolher em qual programa de fidelidade das empresas deseja acumular pontos.

Relacionados:

► Azul economiza R$ 3,2 bilhões após acordo com arrendadores► Azul lança nova empresa para vôos sub-regionais► Banco Central anuncia oficialmente a instituição do seu novo sistema de pagamento instantâneos: o PIX

Leia mais: